Reconciliação

/
0 Comentários
O Sacramento da Penitência ou da Reconciliação surge diretamente do mistério pascal. De facto, na própria noite de Páscoa, o Senhor aparece aos seus discípulos, fechados no cenáculo e, depois de lhes ter dirigido a saudação “A paz esteja convosco”, soprou sobre eles e disse: “Recebei o Espírito Santo; àqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhes-ão perdoados” (Jo 20,21-23).
Esta passagem revela-nos a dinâmica mais profunda contida neste Sacramento. Antes de tudo, o facto do perdão dos nossos pecados não ser algo que possamos dar a nós próprios. Eu não posso dizer: ‘perdoo os meus pecados’. O perdão pede-se, pede-se a uma outra pessoa e, na Confissão, pedimos o perdão ao Senhor Jesus, que deixou aos seus apóstolos o mandato de, na Igreja, perdoar em seu nome. O perdão não é fruto dos nossos esforços, mas sim um dom do Espírito Santo, que nos enche com a misericórdia e a graça, provindas incessantemente do coração aberto de Cristo crucificado e ressuscitado.
Em segundo lugar, recorda-nos que, somente se nos deixamos reconciliar no Senhor Jesus com o Pai e com os irmãos, podemos viver verdadeiramente na paz. É o que todos sentimos quando nos confessamos: ao recebermos o perdão de Jesus, ficamos em profunda paz, aquela paz que só Cristo pode dar.


Na nossa paróquia, funcionam os seguintes horários de confissões:

De Terça a Sexta 
08h30-09h30 Sé
Terça-feira
10h00-11h00 S. Francisco
Quinta-feira
09h00-11h00 Franciscanos
16h00-18h00 Franciscanos
Sexta-feira
09h00-11h00 Franciscanos
16h00-18h00 Franciscanos
18h00-19h00 Sé
Sábado
09h00-11h00 Franciscanos
09h30-10h30 Sé